Fique por dentro das notícias de Piratininga, acompanhe as políticas públicas municipais, as ações e programas da administração.

  • 05/06/2018 - COMDEMA realiza ação de doação de mudas em comemoração aos 123 anos de Piratininga.

    O COMDEMA, Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, de Piratininga realizou no dia 27 de maio doação de 200 mudas de espécies nativas junto à população de Piratininga.

    Foram distribuídas gratuitamente mudas de 14 espécies nativas diferentes como ARAÇA, Psidium sp; CEREJA-DO-RIO-GRANDE, Eugenia involucrata; IPÊ-BRANCO, Tabebuia roseo-alba e IPÊ-ROXO-DE-BOLA, Tabebuia impetiginosa. Além disso foi fornecido material informativo referente ao plantio e manutenção de plantas, bem como, orientações junto aos munícipes que retiraram suas mudas!

    A ação, articulada pelos membros do COMDEMA, contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Piratininga e a Sabesp.

    Essa atividade, em comemoração aos 123 anos de nossa cidade, também faz parte das ações realizadas no município em comemoração ao dia Mundial do Meio Ambiente, dia 05 de junho!

    O estimulo ao plantio de mudas junto à comunidade é uma das ferramentas para conscientização em relação a importância de nossa biodiversidade e como cada um pode colaborar de alguma maneira com nosso Meio Ambiente.

    Parabéns à nossa cidade e ao COMDEMA de Piratininga pela ação!

     

     

    Para mais informações consulte nosso site:

    Link  - http://www.piratininga.sp.gov.br/paginas/portal/paginaInterna?id=9

  • 20/05/2018 - Campanha do Agasalho 2018

    A Prefeitura de Piratininga, por meio da Coordenadoria de Ação Social, lança, nesta segunda-feira (21/05), a Campanha do Agasalho 2018. A ação é uma parceria da Prefeitura com o Governo do Estado de São Paulo. Nesta edição, a Administração contará com 10 pontos de arrecadação em escolas, espaços públicos e empresas instaladas no município. A campanha vai até o dia 30 de julho.

    Com a temática “Vamos esquentar o inverno de quem mais precisa”, a Administração pretende arrecadar cobertores, blusas de frio, calçados, calças, entre outros, para serem entregues para pessoas de baixa renda. A Administração pede para a população doar roupas em bom estado de conservação.

     

    PONTOS PARA DOAÇÃO DE AGASALHOS:

    • Paço Municipal (Praça Dr. Mario Ribeiro da Silva, 14)
    • Câmara Municipal (Rua Dr. Jose Lisboa Jr., 111A)
    • Padaria do Morilha (Rua Dr. Jose Lisboa Jr., 110)
    • Coord. Ação Social (Rua Manoel Pedro Carneiro,110)
    • CRAS (Rua Manoel Pedro Carneiro,110)
    • Legião Mirim (Praça do Turista)
    • Academia Step (Rua Dr. Jose Lisboa Jr., 31)
    • Supermercado Cardador (Rua dos Andradas, 4)
    • Colégio Positivo (Av. Marcondes Salgado, 15)
    • Colégio Educare (Rua Anchieta, 134)
    • SABESP (Rua Anchieta, 124)

     

     

  • 01/03/2018 - Coordenadoria de Meio Ambiente realiza atividade de orientação a Educação Ambiental nas escolas do município.

    A parceria entre as Coordenadorias de Meio Ambiente e Educação do município de Piratininga possibilitou a ação de orientação a educação ambiental e entrega do Manual prático de atividades voltadas ao Meio Ambiente para professores, coordenadores e diretores escolares presentes no município.

    Foram alvo dessa atividade, realizada ao longo do mês de fevereiro, as Escolas: EMEI - Neusa Franzolin Fernandes, EMEF - Profª. Jacyra Motta Mendes e Prof°. Eduardo Velho Filho, atingindo mais de 70 profissionais envolvidos na rede de ensino público do município.

    Também receberam o referido manual as duas escolas particulares presentes.

    A Educação Ambiental é definida pela Política Estadual de Educação Ambiental – Lei 12780/07 como processo permanente de aprendizagem e formação individual e coletiva para reflexão e construção de valores, saberes, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências; visando à melhoria da qualidade da vida e uma relação sustentável da sociedade humana com o ambiente que a integra.

    Assim, as atividades e práticas educativas são voltadas à sensibilização, conscientização, mobilização e formação coletiva para proteção e defesa do meio ambiente, com consequente melhoria da qualidade da vida.

    Um dos objetivos dessa ação é de, além da palestra de orientação quanto a importância de atividades práticas de educação ambiental, estreitar o contato entre empresas, associações, ong´s, entre outros que realizam de alguma maneira ações de educação ambiental, com os coordenadores de educação, diretores de escolas e professores, afim de fomentar alternativas diversas para realização de ações concretas de educação ambiental no Município de Piratininga.

    Importante ressaltar que as atividades práticas de educação ambiental são de estrema importância para o desenvolvimento de uma consciência ambiental de nossos alunos e quando realizada através de visita ou aula prática desperta ainda mais o interesse dos alunos e possibilita o desenvolvimento posterior em sala de aula.

    Nossa região possui diversas instituições que realizam atividades de educação ambiental com foco nas mais distintas áreas como água, esgoto, resíduos, fauna, flora entre outros, nessa primeira edição foram indicadas 12 possibilidades em diferentes áreas.

    A educação ambiental é ferramenta fundamental para o desenvolvimento de uma cultura ambiental da população e o desenvolvimento sustentável.

    Demais interessados em participar de novas edições dessa cartilha e sugestões favor entrar em contato através do email: [email protected]

     

  • 20/02/2018 - Alunos da Legião Mirim de Piratininga desenvolvem ação de educação ambiental com foco na a importância da salvaguarda da biodiversidade

    A Legião Mirim de Piratininga trabalha na inclusão social oferecendo aos jovens cursos de capacitação na área administrativa além de complementar seus estudos no ensino fundamental, desenvolvem atividades de estimulo a cidadania e fortalecimento das relações familiares dos Legionários.

     

    A educação ambiental é um processo continuo de aprendizado e de estrema importância na faixa etária dos alunos que participam da Legião Mirim afim de estimular ações de defesa ao meio ambiente e criar uma consciência ambiental.

     

    A ação desenvolvida faz parte da programação anual de atividades da Legião Mirim que, além das orientações voltadas ao mercado de trabalho para os jovens, englobam o uso sustentável de recursos naturais, a importância da biodiversidade para a manutenção da flora e fauna, o ciclo da água, entre outros.  

     

    Segundo Regiane Cardozo Oliveira Silva, representante da Mirim e do Conselho de Defesa ao Meio Ambiente (COMDEMA) de Piratininga, o objetivo é proporcionar o conhecimento e a conscientização dos alunos e da comunidade acerca dos temas que envolvam meio ambiente e cidadania, desenvolvendo a construção de atitudes para a preservação e com o desenvolvimento sustentável.

     

    Os 32 alunos de 11 a 12 anos, com a orientação do professor José Roberto Artioli Junior, criaram um programa que estimula a consciência ambiental dos usuários com a temática da salvaguarda da biodiversidade, onde após a remoção das árvores, que nessa etapa representa a biodiversidade da flora, o local se torna inabitável, deserto (segundo esquema a seguir).

    Nessa ação, desenvolvida nos últimos meses, além de toda a lógica na criação de um programa de computador foram explorados os temas envolvidos com a importância da Biodiversidade, a preservação do meio ambiente e sua relação com nosso dia a dia, através das discussões e atividades em sala de aula com apoio e orientação dos professores.

     

    Sem dúvidas as atividades desenvolvidas, além de possibilitar o entretenimento de outras pessoas, de uma maneira que desperta a consciência ambiental em relação a preservação da natureza e a biodiversidade, colaborou com a manutenção da cultura sustentável dos alunos e professores envolvidos.

     

    Segue link do Programa desenvolvido para acesso:

    https://scratch.mit.edu/projects/182132998/#player

  • 20/02/2018 - Campanha de Coleta de Pilhas e baterias eletrônicas portátil usadas recolhe 53 kg em Piratininga

    No dia 6 de fevereiro de 2018 foram destinadas 53 kg pilhas e baterias usadas coletadas no município de Piratininga graças à parceria realizada com o Munícipio vizinho, Bauru. A coleta, nos pontos de entrega, foi realizada em meados de fevereiro e a Campanha de conscientização e coleta teve início no dia 05 junho de 2017, dia esse que se comemora o dia Mundial do Meio Ambiente.

    A entrega foi realizada em um dos Ecopontos da cidade de Bauru e colabora com o aprimoramento da Gestão Ambiental dos Municípios, através de desenvolvimento de ações intermunicipais em consonância com as diretrizes do programa estadual Munícipio Verdeazul (programa no qual os dois municípios vem desenvolvendo atividades e ações).

    Antes do início da campanha não existia no município ponto de coleta e destinação específica para os resíduos de pilhas e baterias usadas, um problema para o meio ambiente e para a saúde da população, os geradores dos resíduos dispunham por conta própria os resíduos gerados. Acredita-se que os mesmos eram dispostos juntamente aos resíduos domiciliares, algo que é prejudicial ao meio ambiente.

    Apesar da parceria realizada com o município de Bauru em meados de 2016 para utilização do ecoponto, local que aceita receber esse tipo de material, bem como demais empresas as quais realizam a coleta voluntária, o incentivo a disposição de pilhas e baterias apoiar a redução da destinação inadequada no município.

    Para adequação dessa situação a prefeitura distribuiu em áreas estratégicas (escolas, postos de saúde, prédios públicos; segundo lista a seguir) “ECOPILHAS” para entrega de pilhas e baterias.

    Após acumulado volume satisfatório para coleta, a prefeitura realizou a coleta e destinar adequadamente das mesmas, a ação também colaborou com o reuso de galões, os quais foram doados por empresa de distribuição de água.

    A ideia inicial da campanha surgiu em parceria entre as coordenadorias de Meio Ambiente e Ação Social da prefeitura onde toda arte desenvolvida nos galões contou com a colaboração de voluntários presentes na equipe da Ação Social.

    Apesar da existência da Resolução COMANA nº 257/99, a qual determina que as pilhas e baterias que contenham em sua composição metais pesados, sejam entregues pelos usuários, aos estabelecimentos que as comercializam ou afins, através da logística reversa, o descarte adequado desse material é uma obrigação de todos. Tão importante como o descarte adequado, a não geração (através do uso alternativo de outras fontes de energia) e a aquisição de pilhas e baterias com procedência também atuam na preservação de nosso Meio Ambiente. 

    O descarte inadequado de pilhas ainda é uma realidade em nossa sociedade, e ações como essa, que estimula a conscientização da população e cria alternativas adequadas para a destinação, colaboraram com o desenvolvimento sustentável de nossa cidade.

    Somente com medidas ambientalmente corretas poderemos ajudar o nosso planeta.

     

    Curiosidade

    As pilhas e baterias, quando descartadas em lixões ou aterros sanitários, liberam componentes tóxicos que contaminam o solo, os cursos d'água e os lençóis freáticos, afetando a flora e a fauna das regiões circunvizinhas e o homem, pela cadeia alimentar.

    Devido a seus componentes tóxicos, as pilhas podem também afetar a qualidade do produto obtido na compostagem de lixo orgânico. Além disso, sua queima em incineradores também não consiste em uma boa prática, pois seus resíduos tóxicos permanecem nas cinzas e parte deles pode volatilizar, contaminando a atmosfera.

    Os componentes tóxicos encontrados nas pilhas são: cádmio, chumbo e mercúrio.

    Todos afetam o sistema nervoso central, o fígado, os rins e os pulmões, pois eles são bioacumulativos.

    O cádmio é cancerígeno, o chumbo pode provocar anemia, debilidade e paralisia parcial, e o mercúrio pode também ocasionar mutações genéticas.

     

    COLABORE VOCÊ TAMBÉM COM NOSSO MEIO AMBIENTE DESCARTE PILHAS E BATERIAS USADAS EM PONTOS DE COLETA!

     

    Coleta de Pilhas e Baterias eletrônicas portáteis usadas

    Locais

    Endereço

    Fórum de Piratininga

    Rua Doutor José Lisboa Júnior, 67

    Centro Educacional Positivo de Piratininga

    Avenida Coronel Coares n°15

    Colégio Educare de Piratininga

    Rua Anchieta n° 134

    Coordenadoria de Educação

    Rua Margarido Pires n° 01

    Coordenadoria de Esporte

    Rua Anchieta, S/N

    Escola MEF  - Maria José de Campos Vasquez

    Avenida Piratinis s/n

    Escola MEF - Profª. Jacyra Motta Mendes

    Rua Faustino Ribeiro da Silva n° 06

    Escola MEI - Neusa Franzolin Fernandes

    Rua Margarido Pires n° 30

    Escola Prof°. Eduardo Velho Filho

    Rua dos Andradas n° 66

    Escola TI - Jacyra Motta Mendes

    Rua José dos Santos Filho n° 01

    Garagem Municipal

    Rua Irene Azzoni de Lima S/N

    Paço Municipal

    Praça Dr. Mário Ribeiro da Silva, 14

    PAT - Posto de Atendimento ao Trabalhador

    Rua Manoel Pedro Carneiro , 110

    PSF01 - Ana Maria Sales Falqueiro

    Rua Antônio Escudeiro n° 01

    PSF02 - João Aparecido Siqueira

    Rua Felix Pola s/n

    PSF03 - Dr° Antenor Nogueira de Abreu

    Rua Vinte e Cinco de Janeiro, 35

    Sabesp

    R Anchieta, 124

    Centro de Vigilância em Saúde

    Rua Milton Lucas n°132

     
  • 30/01/2018 - Parceria entre Prefeitura e Produtor Rural de Piratininga viabilizou plantio de mais de 3.000 mudas de espécies nativas.

    Entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018 foi realizado plantio de mais de 3.000 mudas de aproximadamente 80 espécies nativas, na Fazenda São Luiz, na zona rural de Piratininga.

    O município de Piratininga apresenta diversas áreas de preservação permanente, APP, rurais carentes de vegetação nativa.

    Essa vegetação nativa é de estrema importância para o desenvolvimento de ecossistemas e manutenção de nossos rios.

    Aproximadamente 50% do território do município está dentro da APA (Área de Proteção Ambiental) Estadual do Rio Batalha e sua produção hídrica é de estrema importância para a região.

    Os produtores rurais e grandes empresas detêm a maior parte dessas áreas carentes de reflorestamento. A atividade de reflorestamento é onerosa e muitos produtores não tem condições financeiras nem mesmo técnica para o tal.

    Existem muitos produtores que tem boa intenção, porém precisam de incentivos para realizar o reflorestamento.

    Com isso, a campanha iniciada em novembro de 2016, possibilita o apoio técnico e doação de mudas aos produtores rurais que por sua vez realizam o plantio e manutenção das mesmas em suas áreas.

    As mudas são doadas por empresas do ramo com apoio da prefeitura, dessa vez contamos com a colaboração da ACIFLORA (Associação de Recuperação Florestal e Ecológica da Região de Bauru).

    Segundo o proprietário da área, senhor Luiz Carlos Primo Ballalai, esse plantio é a última etapa de um longo trabalho de reflorestamento ao redor de sua propriedade, onde já foram plantadas mais de 50.000 mudas de espécies nativas, colaborando dessa forma com a recuperação das matas de nosso município.

    Essa já é a segunda parceria realizada entre prefeitura e produtor rural totalizando plantio de mais de 6.000 mudas entre os anos de 2016 e 2018.

    Ações como essa além de serem um marco para o produtor rural, tendo em vista a permanência para futuras gerações, são fundamentais para a manutenção de nossos recursos hídricos, biodiversidade e desenvolvimento sustentável de regional.

     

     

    Dê uma mão ao Meio Ambiente! Seja você também um Parceiro!

    A parceria entre a prefeitura municipal de Piratininga, proprietários rurais e empresas visa a restauração ecológica de áreas degradadas (ou com ausência de vegetação nativa).

    Serão priorizadas nas áreas de Preservação Permanente (APP) de nosso município com o objetivo de colaborar com a restauração de matas ciliares e manutenção de nossos recursos hídricos, de flora e fauna.

    Somente no Córrego do Veado, importante afluente do Rio Batalha que corta nosso município, foram levantadas cerca de 30 nascentes e mais de 140 ha de áreas de preservação permanente, muitas delas degradadas e carentes de proteção ciliar.

    A Prefeitura poderá colaborar, entre outras ações, com a viabilização de doações de mudas e apoio técnico, de contrapartida os interessados em preservar suas áreas e afins assumem o compromisso de plantar e zelar pelo bom desenvolvimento das mudas.

    Além dos produtores rurais as empresas que possam colaborar de alguma maneira na implantação e manutenção das áreas a serem reflorestadas também são bem-vindas!

    Para mais informações entre em contato com o Coordenador de Meio Ambiente, senhor Marcio Henrique, através do telefone (14) 3265-9530 ou pelo email:[email protected].

  • 30/01/2018 - PREFEITURA DE PIRATININGA REALIZA AÇÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM FOCO NA ARBORIZAÇÃO URBANA

    A ação ocorreu no dia 28 de dezembro e contou com a presença de 9 pessoas, entre membros da igreja e colaboradores.

    Através da parceria entre a Prefeitura Municipal, Igreja Católica e Fruto Urbano Piratininga, foi realizado plantio de aproximadamente 20 mudas de árvores apropriadas para arborização urbana, dentre elas o Ipê Branco, a Aroeira Pimenteira entre outros.

    Além da execução e orientação da prática de plantio, quanto à qualidade das mudas, profundidade das covas, espaço árvore, calçada ecológica, adubação entre outros, foram abordados temas como a importância da arborização urbana para a conservação de nossa biodiversidade, qualidade de vida e desenvolvimento sustentável da cidade.

    O “Espaço Árvore” é um conceito da Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo referente ao local destinado ao plantio de árvores, compatíveis com o crescimento do tronco e das raízes e tem como finalidade melhorar as condições do espaçamento adequado em sua base, permitindo o desenvolvimento em diâmetro, sem comprometer a infraestrutura do calçamento, promovendo o crescimento saudável e garantindo a integridade arbórea.

    Uma das orientações desse conceito é que os canteiros nas calçadas tenham como medidas básicas 40% do calçamento destinado à largura e o dobro para o comprimento. Além disso, quem implantar o Espaço Árvore deverá respeitar uma margem de no mínimo 1,2 metro para a passagem dos pedestres (em respeito às leis de acessibilidade).

    Sem dúvidas a ação de educação ambiental junto aos participantes irá colaborar com a formação de uma consciência ambiental dos mesmos, estimular a população em novos plantios, além de embelezar nossa cidade.

     

    Mais informações sobre Arborização Urbana consulte o link: http://www.piratininga.sp.gov.br/paginas/portal/paginaInterna?id=9